A definição de sustentabilidade é baseada em três elementos: meio ambiente, economia e impacto social. Por isso, projetos sustentáveis levam em consideração não só a minimização dos impactos ao meio ambiente, mas também o desenvolvimento social e cultural e a viabilidade econômica.

A construção sustentável, além de respeitar e estar em harmonia com o meio ambiente, é um poderoso instrumento para a construção de um mundo melhor.

Confira algumas curiosidades sobre o assunto:

O Brasil está em quarto lugar entre os países com mais construções sustentáveis.
A informação é do Green Building Council, maior órgão internacional de certificação do setor. São 1.230 projetos registrados e 423 empreendimentos com a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), sistema de orientação ambiental de edificações utilizado em mais de 130 países.

Sustentabilidade começou como alternativa para a redução do consumo
Até a década de 1970 não havia preocupação com o desempenho ambiental dos edifícios. Ainda imperava um sentimento de que o planeta possuía recursos ilimitados e capacidade infinita de absorver resíduos e emissões. No entanto, no início daquela década, houve um evento que causou grande reviravolta na economia mundial: a crise do petróleo. O custo da produção de energia ficou muito elevado e a solução óbvia foi a busca pela redução do consumo. Foi a primeira preocupação massificada com o desempenho, a procura e o desenvolvimento de materiais sustentáveis.

Hoje é cada vez maior o número de pessoas que buscam construções sustentáveis e eficientes
Apesar de custarem entre 5% e 10% a mais que os projetos realizados da maneira tradicional, as construções sustentáveis têm custo adicional que se paga em pouquíssimo tempo, já que na operação desses estabelecimentos ocorre economia na conta de água e de energia elétrica e a menor necessidade de manutenção.

Construções sustentáveis podem minimizar os níveis de poluição de uma cidade.
Em áreas de alta urbanização, um conjunto significativo de telhados verdes é capaz de melhorar bastante a qualidade do ar da região. Além disso, oferecem um visual deslumbrante.

Inovação!
A quantidade de materiais, métodos e estratégias que podem ser utilizados em um projeto sustentável é praticamente infinita.

Diminuição de até 80% de resíduos poluentes
Segundo estudo realizado pelo Centro Universitário de João Pessoa, isso se deve ao aproveitamento dos recursos naturais do ambiente local e da gestão da economia de água e energia durante a construção, entre outras ações. Aqui no Brasil, desde 2008, as diretrizes de arquitetura sustentável são aplicadas nos projetos construtivos.

Lembre-se: uma casa sustentável começa antes mesmo da construção, com a escolha de materiais de menor impacto ambiental e mais resistentes. Em Bali, na Indonésia, existe uma escola totalmente sustentável, feita – acredite! – totalmente com bambus. Hoje, a Green School é referência mundial.

E você, conhece mais alguma curiosidade? Acredita que as construções sustentáveis podem ajudar na manutenção da natureza e contribuir para um futuro melhor? Então venha bater um papo com a gente!

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *