Quando falamos em construções sustentáveis, o processo integrativo é um método usado para o desenvolvimento de um projeto. Este método se resume a envolver todas as disciplinas, desde projetistas a gerentes de facilities, e criar rotinas de trabalho para que todos colaborem desde o início do projeto.

Por que isso é importante para os edifícios?
Os processos convencionais de planejamento, projeto, construção e operações geralmente não reconhecem que os edifícios fazem parte de sistemas maiores e complexos. Como resultado, a solução para um problema pode criar outros problemas em outros locais do sistema.

Em contraste, um processo integrativo é altamente colaborativo. Essa abordagem exige que toda a equipe do projeto pense em todo o edifício e em todos os seus sistemas, enfatizando as sinergias e melhorando a comunicação entre os profissionais e as partes interessadas ao longo da vida de um projeto. Ele quebra os limites disciplinares e rejeita processos lineares de projeto que podem levar a soluções ineficientes. Embora o termo projeto integrativo seja aplicado com mais frequência a novas construções ou reformas, um processo integrativo é aplicável a qualquer fase do ciclo de vida de um edifício.

Mesmo que uma abordagem de projeto integrativo exija mais esforços no início – muito tempo e energia serão investidos antecipadamente no começo do projeto, onde você terá a máxima flexibilidade para impactar o projeto e coordenar tudo com seus objetivos. O projeto integrativo é uma das chaves para um projeto bem-sucedido.

Mas isto se parece com gerenciamento de projetos. Qual é o grande problema?
Praticantes de um processo integrativo devem desenvolver novas habilidades que podem não ter sido necessárias em seu trabalho profissional anterior: pensamento crítico e questionamento, colaboração, trabalho em equipe e comunicação, e um profundo entendimento dos processos naturais. Um processo integrativo é uma maneira diferente de pensar e trabalhar, e cria uma equipe de profissionais que tradicionalmente trabalham como entidades separadas.

O processo integrativo requer mais tempo e colaboração durante as fases conceituais e de projeto inicial do que as práticas convencionais. O tempo deve ser gasto na criação da equipe, na definição de metas e na análise antes que qualquer decisão seja tomada ou implementada. Esse investimento inicial de tempo, no entanto, reduz o tempo necessário para produzir projetos executivos. Como as metas foram amplamente exploradas durante todo o processo, os projetos podem ser executados com mais atenção, aproveitando as sinergias entre os sistemas e podem atender melhor às necessidades de seus ocupantes ou comunidades, além de economizar recursos, inclusive dinheiro.

Na Montage, todos os projetos são elaborados através de um sistema de processo integrativo ou gestão integrada, culminando em redução de custos operacionais, máxima eficácia dos sistemas, além da qualidade e beleza dos ambientes. Que tal batermos um papo sobre aquele seu projeto que está parado? Venha tomar um café com a gente!

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *